Imposto de importação da soja e do milho serão zerados pela Camex

Camex-zera-imposto-de-importação-da-soja-e-do-milho

Imposto de importação da soja e do milho serão zerados pela Camex

No dia 16 de outubro de 2020, a Camex (Câmara do Comércio Exterior), suspendeu a cobrança de importo de importação, do grão, do farelo e do óleo de soja, até o dia 15 de janeiro de 2021.

Está decisão também se aplicará a importação de milho, que terá a alíquota de importação zerada até o dia 31 de março de 2021.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento havia proposto a redução das alíquotas da soja, enquanto o Ministério da Economia propôs à Camex que zerasse a cobrança do tributo das importações de milho, como forma de conter a alta nos preços dos alimentos.

De acordo com a CNA (Confederação Nacional da Agricultura), a soja em grãos, o farelo de soja e o milho estão entre os cinco principais produtos exportados pelo Brasil durante o mês de setembro, junto com o açúcar de cana em bruto e a carne bovina in natura.

Somados, os cinco produtos representam mais da metade (55,4%) de toda a exportação nacional mensal, que foi 4,8% superior ao resultado do mesmo mês de 2019.

Além disso, a soja em grãos ocupa o topo do ranking dos produtos exportados que o país vendeu para outras nações entre janeiro e setembro, com um acréscimo de US$ 5,9 bi em relação ao período anterior, o que representa um ganho da ordem de quase 28%.

Fonte: Tributário.


Acompanhe o blog da GESIF e fique por dentro de notícias e matérias sobre o conteúdo tributário e fiscal.

download-calendário-fiscal


 

Share this post